Porto Velho (RO)22 de Julho de 202418:50:26
EDIÇÃO IMPRESSA
Colunas | Carlos Sperança

Já temos quatro agrupamentos de candidatos à Prefeitura de Porto Velho

Confira a coluna


Tudo se transforma

O cineasta pernambucano Marcelo Gomes, com filmes ligados aos assuntos e paisagens da Amazônia, disse que expõe em sua obra "personagens desejantes", ou seja, pessoas que desejam mudar de vida. Com um olhar apurado, resultante de sua argúcia como cineasta e da vivência na América do Sul e na Europa, Gomes percebeu o que nem sempre é reconhecido na própria Amazônia, mas brota facilmente quando se observa melhor.

Quando o cientista alemão Alexander von Humboldt percorreu a floresta, em 1800, ele desejava fazer descobertas maravilhosas sem imaginar que por ter percebido a interferência humana no clima seria considerado o pai do ambientalismo. Um garimpeiro, um seringalista, um cacique vendo seu povo dizimado por ações externas, aquele que chega fugindo da seca no Nordeste, o sulista que vem para expandir o minifúndio herdado de avós imigrantes, há na região uma "fauna humana" de personagens desejantes.

No filme "Retrato de um certo oriente", lançado há pouco, Gomes expõe personagens desejantes envoltos em "transmutações geográficas que transformam a personalidade das pessoas". Tanto quanto Marcelo Gomes não foi mais o mesmo depois de passar tempos isolado na Europa, quando ainda não havia internet nem comunicação fácil entre os continentes, quem vem para a Amazônia também se transforma e a transforma. Duas transformações que embutem desejos, sonhos e esperanças.

Coalizão poderosa

Unida a coalizão que sustenta a candidatura chapa branca de Mariana Carvalho é poderosa e favorita. Rachada, será presa fácil para Leo Moraes (Podemos) no já previsível segundo turno. Mesmo porque Leo não precisou nem de 15 dias, do lançamento do seu nome, para emparelhar o jogo com Mariana na capital. Esta situação de tantas dúvidas precisa ser resolvida rapidamente na aliança, pois a candidata abre a jornada com taxa expressiva de rejeição, o que não se justifica, já que se trata de um nome integro, sem manchas na sua trajetória tanto como vereadora como deputada federal.

As conversações

Os partidos integrantes da Frente Democrática terão reuniões neste final de semana para acertar o lançamento da candidatura da coalizão. Já se sabe que as agremiações da Federação Brasil Esperança que une o PT, PC do B e Partido Verde estão fechados com o pedetista Célio Lopes. Aguarda-se neste final de semana as adesões do PSB de Vinicius Miguel e Samuel Costa, da Rede. Também vai se definir neste final de semana uma convenção conjunta, numa grande festa de lançamento do candidato da coalizão. Existe otimismo na força dos partidos para a decolagem.

Quatro forças

Já temos quatro agrupamentos formando o primeiro pelotão de candidatos à prefeitura de Porto Velho nas eleições de outubro e já em preparativos para as respectivas convenções. O primeiro apoiando Mariana Carvalho (União Brasil), o segundo Leo Moraes (Podemos), o terceiro como mola propulsora de Euma Tourinho (MDB) e a quarta força, representada pelo postulante da Frente Democrática Célio Lopes (PDT) com apoio do PT, PC do B e Partido Verde. Com estas composições, nomes como Benedito Alves (Solidariedade) e outros pretendentes foram isolados.

Nos bastidores

Rola nos bastidores que o deputado federal Fernando Máximo teria perdoado a rasteira aplicada pelo clã Carvalho, podendo se incorporar a campanha da ex-deputada federal Mariana. A medida poderia refrear o crescimento de Leo Moraes (Podemos). Estuda-se se Máximo daria apoio direto a Mariana - se isto pega bem depois da rasteira que sofreu, já que houve grande revolta no âmbito da base aliada - ou apoiar um outro nome menos expressivo, como forma de rachar os votos do principal predador da postulação chapa brancas. O pix já estaria acertado, Máximo já nem fala mais no assunto (na rasteira).

As movimentações

A campanha 2024 ainda não esquentou em Porto Velho. As movimentações ainda são incipientes, num jogo de espera para as definições. Mas é previsível uma redução de postulantes, numa jornada que no ano passado chegou a contar com 14 nomes cogitados. Ao longo d as convenções deste mês, até meados de agosto, deverão ser homologadas cinco a seis candidatos, uma redução provocada pela unificação de candidaturas na Frente Democrática, rasteiras, desistências e o pix rolando solto entre muitos candidatos que estavam apenas encenando candidaturas para buscar algum acordo.

Via Direta

*** Com a adesão da deputada federal Silvia Cristina ao PP, o candidato do partido em Ji-Paraná, Ary Saraiva espera crescer com vistas à eleição ao Palácio Urupá, sede da prefeitura da capital da BR *** Lembrando também que Saraiva conta também com o apoio do ex-governador Ivo Cassol *** Os candidatos a vereança em Porto Velho estão se trombando nos arraiais, nas esquinas da capital e também nos distritos *** Por falar em distritos, União Bandeirantes, o distrito mais populoso do estado espera emplacar dois representantes na próxima legislatura dos edis *** Alguns nomes novos vão aparecendo nas sondagens a vereança: Sofia Andrade, Mirim Luís Brito, Carlinhos da Lagoa, professora Graça, além da Fatinha, ex-vereadora.

Carlos Sperança

PUBLICIDADE

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Postagens mais lidas de Carlos Sperança
Últimas postagens de Carlos Sperança