Porto Velho (RO)20 de Julho de 202415:58:53
EDIÇÃO IMPRESSA
SA�DE

Policlínica Oswaldo Cruz realiza mais de 400 consultas de hanseníase em janeiro

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), enfatiza sobre a importância de detectar os sintomas precocemente



Foto: Esio Mendes

Durante o mês de janeiro, a Policlínica Oswaldo Cruz (POC) realizou, cerca de 420 consultas e diagnosticou cinco novos casos de hanseníase.

O objetivo da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), é promover tratamento em menor tempo, prevenindo assim, incapacidades e deformidades físicas.

O coordenador do Núcleo de Hanseníase da POC, Wanderlei Ruffato destacou que, os números são resultados da Campanha "Janeiro Roxo", que visa reforçar o atendimento e diagnóstico da doença. "A conscientização através da informação é o primeiro passo para o melhoramento da qualidade de vida, e a unidade conta com diversos serviços, além de uma equipe capacitada para atender quem necessita", salientou.

A POC disponibiliza diversos serviços diagnósticos, que são: hanseníase em menores de 15 anos, predominantemente neural, recidiva, reinfecção, casos de difícil diagnóstico, reação hansênica de moderada à grave intensidade, esquemas alternativos, e intervenção cirúrgica nas neuropatias compressivas (cirurgias preventivas). Para buscar atendimento, o usuário do Serviço Único de Saúde (SUS) deve primeiramente ir a uma Unidade Básica de Saúde, e agendar sua consulta.

O secretário de Estado da Saúde, Jefferson Rocha enfatizou quanto à importância dos serviços. "Essas medidas são essenciais para controlar a disseminação da doença, melhorar os resultados de saúde e promover a inclusão social das pessoas afetadas pela hanseníase", ressaltou.

Últimas notícias de SA�DE