Porto Velho (RO)22 de Julho de 202419:36:59
EDIÇÃO IMPRESSA
Colunas |

Moral salvadora


O autoconhecimento apresenta papel fundamental para que o indivíduo não se perca no mundo. Por meio dela, é possível que a pessoa saiba tanto seus pontos fortes e fracos, quanto seus limites. Por meio de desafiar o limite que se expande; o ser ganha condições de saber e sentir mais e melhor. Conhecimentos e sentimentos representam a mente que conhece, sente e age de modo digno aos olhos da consciência interna e de Deus. Por meio dos saberes e emoções, o indivíduo consegue alinhar seus pontos de vista, atitudes e ações de modo favorável com as forças superiores. É a obra de Deus em progresso por meio do próprio indivíduo.

Mais do que as sensações superficiais do corpo ou o descaso com as emoções, a pessoa integral que se controla nas horas certas e também, se expande. Quem não se acostuma com a estabilidade e o conforto, trabalha sempre para o seu desenvolvimento. O progresso vem com o tempo e, mais importante do que a lebre ligeira que faz e descansa, a tartaruga que, em sua disciplina impecável, vai além do esperado.

Sejamos com aqueles que jamais se cansam de aprender e de fazer o bem para todos. O altruísmo pede passagem em relação ao egoísmo e as artimanhas do orgulho. Torna então a moral salvadora, pois harmoniza o indivíduo com o mundo, em especial consigo mesmo. É preciso não se acostumar com as facilidades da vida, tampouco com as armadilhas do ego. Quem não poda o próprio ego no início, é podado pelas surpresas da vida. Não há privilégios ou privilegiados, mas apenas aprendizes eternos do mundo de Deus.

Paulo Hayashi Jr.

PUBLICIDADE

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Postagens mais lidas de
Últimas postagens de