Porto Velho (RO)20 de Julho de 202415:01:15
EDIÇÃO IMPRESSA
PLANTÃO DE POLÍCIA

PF explode embarcações que faziam extração ilegal de ouro em Rondônia

Quatro pessoas foram presas na operação Febre do Fogo realizada em Porto Velho


Imagem de Capa

Foto: Reprodução

PUBLICIDADE

Quatro pessoas foram presas em flagrante e 32 embarcações, conhecidas como dragas, foram inutilziadas durante operação da Polícia Federal em parceria com o Ibama e a Secretaria de Meio Ambiente de Rondônia, entre os distritos de São Carlos e Calama na cidade de Porto Velho, capital do estado. O flagrante ocorreu na última terça-feira (9).

A operação Febre do Fogo no Rio Madeira fez uma fiscalização entre os distritos e detectou diversas irregularidades ambientais, inclusive extração ilegal de ouro do leito do rio.

Participaram da operação embarcações táticas, 22 agentes federais, funcionários do IBAMA, policiais militares e o GPI (Grupo de Pronta Intervenção da Polícia Federal).

Em fevereiro deste ano, 52 dragas que operavam no Rio Madeira e na Lagoa Paraíso, foram inutilizadas. E em maio mais 86 embarcações utilizadas para extração ilegal de minérios foram destruídas em operação realizada em Humaitá, no sul do estado do Amazonas.

Com essa nova operação, pelo menos 170 embarcações foram destruídas pela Polícia Federal e pelos órgãos ambientais ao longo de 2024.

Segundo a PF, a atividade ilegal, realizada por indivíduos que atuam de maneira irresponsável e desenfreada com o uso de mercúrio, agride a fauna, a flora e a saúde humana, conforme já comprovado cientificamente.






Correio Braziliense

Últimas notícias de PLANTÃO DE POLÍCIA